quarta-feira, julho 24, 2024

Caso Liliane: Em Tefé, PC-AM prende homem condenado pelo feminicídio de ex-companheira

0
Compartilhamentos
1
Visualizações

20 de maio de 2024 | 16:40

A vítima foi morta com 19 facadas e teve seu corpo incendiado (Foto: Divulgação PC-AM)

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Tefé (a 523 quilômetros de Manaus), cumpriu, nesta segunda-feira (20/05), mandado de prisão em razão de sentença condenatória de Humberto Canizo Freitas Alves, 57, condenado pelo feminicídio de sua ex-companheira, Liliane Oliveira Monção, que tinha 35 anos. O crime ocorreu no dia 13 de setembro de 2021, na rua Pirarucu, bairro Jorge Teixeira, zona leste.

Conforme a delegada Nathalia Oliveira, da DEP de Tefé, Liliane e Humberto tiveram um relacionamento de cinco meses, porém, ele não aceitava o término do namoro. A vítima foi morta na residência do autor.

“No dia do crime, a mulher foi à casa do indivíduo para buscar alguns documentos pessoais, ocasião em que ele iniciou uma discussão com a vítima em razão de ela, supostamente, estar mantendo relacionamento com outra pessoa”, disse.

Segundo a delegada, o autor desferiu 19 facadas no corpo da ex-companheira. Posteriormente, ele a colocou em um colchão e ateou fogo em seguida. Ela ainda foi socorrida e levada ao Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Platão Araújo, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

“Humberto chegou a ser preso em flagrante por uma guarnição da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) na época do crime. Recentemente ocorreu o julgamento do seu julgamento e ele foi condenado a 30 anos de reclusão pelo feminicídio de Liliane”, falou.

Ainda de acordo com a delegada, como o homem estava residindo em Tefé, o Poder Judiciário solicitou que a equipe policial da DEP cumprisse o mandado de prisão dele, expedido pela juíza Roseane do Vale Cavalcante, do 1º Tribunal do Júri.

Procedimentos

O homem foi condenado a 30 anos de reclusão por feminicídio e ficará à disposição da Justiça.

VejaNotícias