quarta-feira, julho 24, 2024

Polícia Militar do Amazonas fortalece ações preventivas na zona leste com Ronda Comunitária

0
Compartilhamentos
2
Visualizações

19 de jun de 2024 | 15:30

Projeto alcança idosos, escolas, estabelecimentos comerciais, UBS, CRAS e abrigos. Foto: ( Israel Amorim/PMAM)

Com o intuito de fortalecer ações preventivas na zona leste de Manaus, a Polícia Militar do Amazonas (PMAM), por meio da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), desenvolve o Ronda Comunitária e estabelece parceria com a comunidade daquela região.

O projeto Ronda Comunitária compreende seis subprojetos: o Longevidade Ativa, Ronda Escolar, Ronda Comercial, além de ações que incluem visitas em Unidades Básicas de Saúde (UBS), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e abrigos.

No Longevidade Ativa, a 30ª Cicom firmou parceria com a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), atendendo idosos, por meio de exercícios físicos e atividades como hidroginástica, dança, passeios, palestras, dentre outras ações. Implementado em 2019, o projeto teve suas atividades paralisadas em razão da pandemia da covid-19, mas voltaram em 2022.

De acordo com o comandante da 30ª Cicom, major PM Aldivan Rodrigues, as ações acontecem às segundas, quartas e sextas-feiras, das 15 às 18h, na Escola Estadual de Tempo Integral Elisa Bessa Freire, bairro Jorge Teixeira, zona leste de Manaus.

“Esta ação de prevenção é determinação do nosso comandante-geral, coronel Klinger. Estamos buscando trazer a comunidade para próximo da Polícia Militar, através de vários subprojetos sociais, no Jorge Teixeira, João Paulo, Cidade Alta e adjacências da 30ª Cicom. Temos uma equipe que, todo dia, trabalha somente com essa atividade-fim e, esperamos que nos próximos meses tenhamos muitos resultados positivos”, destacou o major Aldivan.

Benefícios

Especialistas apontam que a prática de exercícios físicos para idosos proporciona não somente benefícios para a saúde física, mas também para saúde mental e melhora relações sociais. A aposentada Rubenilza Castro reafirma as orientações seguidas pelos profissionais de saúde destacando a importância do projeto para os idosos que participam.

“O projeto é um grande benefício para as pessoas idosas, para a saúde, para o bem-estar. A presença da Polícia Militar é muito importante para a comunidade. O sargento Esber é o responsável, é importante, porque ele cuida tanto do projeto como das pessoas que participam. Até mesmo quando tem um problema de família, ele vai até a nossa casa e resolve”, salientou Rubenilza.

VejaNotícias